Ataque com granada contra rádio na cidade semiautónoma de Puntland, na Somália

Nova Iorque, Estados -Unis (PANA) – Autoridades da região semiautónomas de Puntland, na  Somália, devem fazer investigações aprofundadas sobre um ataque com granada contra uma rádío privada que feriu um agente de segurança e deteriorou a emissora, deplorou segunda-feira o Comitê para  a Proteção dos Jornalistas (CPJ) a partir de Nova Iorque.

« È o segundo ataque contra a rádío Daljir », declarou Tom Rhodes, coordenador do CPJ para a Àfrica Oriental. Pedimos às autoridades para fazerem o seu possível para que autores deste ataque sejam  levados à justiça a fim de que Puntland envie uma mensagem de que a intimidação e a violência contra os médias não ficarão impunes », acrescentou.

Uma granada foi lançada sexta-feira última por volta de três horas de madrugada no recinto da da rádío Daljir na cidade de Galkayo,declarou ao CPJ, Burhan dahir,secretário-geral da Associação dos Médias de Puntland.

A explosão feriu lígeramente um agente de segurança e destruiu a frontaria do  edifício da  radío. Os motivos deste ato continuam pouco claros, disse Dahir citado pela imprensa local.

Uma bomba não explodida foi encontrada na frontaria da emissora e agressores desconhecidos apunhalaram mortalmente, em setembro de 2010,Abdullahi Omar Gedi, de 25 anos de idade, jornalista da radío Daljir, em Galkayo, quando regressava à sua casa, indicou ao CPJ, Jama  Abshir, administrador associado da emissora.

-0- PANA PR/VAO/NFB/DIM/ 30 agosto 2011

30 Agosto 2011 23:54:33




xhtml CSS