Aspirante a governador assassinado na Nigéria

Lagos- Nigéria (PANA) -- Um aspirante a governador no estado de Ogun, a sudoeste da Nigéria, e membro do Partido Democrático do Povo(PDP), Dele Arojo, foi assassinado junto à sua residência num subúrbio de Lagos, anunciou quarta-feira a imprensa.
Os atiradores, que se faziam transportar num motociclo, teriam perseguoido a viatura na qual Arojo e o seu motorista se encontravam quando regressavam do serviço à noite.
Os assassinos dispararam sobre o advogado e político de 48 anos depois da sua viatura ter reduzido a marcha próximo da sua residência, matando-o instantâneamente, indica a imprensa.
O assassinato, já confirmado pelo porta-voz do Comando da Polícia em Lagos, Emmanuel Ighodalo, levantou receios de irrupção de uma onda de violência no país, que caminha para as eleições gerais de 2003.
A semana passada, uma bomba explodiu nos escritórios de um jornal que é propriedade do filho do político popular Olusola Saraki em Ilorin, capital do Estado central de Kwara.
Três pessoas foram igualmente mortas a tiro e 20 outras feridas segunda-feira quando facções rivais do PDP chocaram na cidade ocidental de Benin, durante um comício convocado por um líder do partido que pretendia reconciliar as facções.
O presidente Olusegun Obasanjo prometeu assegurar eleições sem violência no próximo ano na Nigéria, que voltou à democracia em 1999 depois de uma ditadura militar prolongada.

27 Novembro 2002 18:23:00


xhtml CSS