Asky AIrlines retoma ligações aéreas a três destinos na África Ocidental

Abidjan, Côte d'Ivoire (PANA) - A companhia aérea Asky Airlines vai retomar, a partir de 1 de novembro próximo, no quadro da sua parceria estratégica com a Ethiopian Airlines, as ligações aéreas a três capitais oeste-africanas que são Monróvia (Libéria), Freetown (Serra Leoa) e Banjul (Gâmbia).

Segundo um comunicado transmitido à PANA, a frequência dos voos provenientes de Lomé, no Togo, e com destino a Monróvia via Accra, no Gana, vai fazer-se às segundas, quartas, quintas e sábados, enquanto a ligação Monróvia-Lomé será às terças, quintas e sextas-feiras.

Os voos com destino a Freetown e Banjul, também via Accra, serão garantidos às terças, sextas e domingos e, em contrapartida, os de regresso far-se-ão às segundas, quartas e sábados.

Para o diretor-geral da Asky Airlines, Ahadu Simachew, a retomada dos voos para estas cidades da África Ocidental vai certamente aumentar a presença da companhia na região.

"Os nossos passageiros aproveitarão agora novos voos diretos Cotonou-Niamey, Accra-Monróvia, Accra-Freetown, Freetown-Banjul e Doualá-Libreville", acrescentou Simachew.

Por seu turno, o diretor-geral do Grupo Ethiopian Airlines, Tewolde Gebre Mariam, exprimiu o seu orgulho pela parceria de Asky Airlines que responde com êxito às necessidades dos passageiros que viajam de e para a África Ocidental e Central através do hub de Lomé.

"O acréscimo de Freetown, Monróvia e Banjul à nossa ampla rede intra-africana trará aos viajantes provenientes destas cidades mais conforto para se conetar facilmente a mais de 100 destinos via a rede mundial da Ethiopian nos cinco continentes.

"Por outro lado, além destas cidades, Accra poderá conetar-se com os voos da Ethiopian para Newark, em Lomé, oferecendo aos viajantes ganenses uma conetividade prática para a zona de Nova Iorque", congratulou-se.

A Ethiopian Airlines opera igualmente através do seu terceiro hub, em Lilongwe, no Malawi, com uma parceria equitativa, técnica e um contrato de gestão com os Malawís.

Parcerias estratégias similares para formar pólos regionais e apoiar empresas de telecomunicações nacionais estão em curso em numerosos países africanos.

A Ethiopian Airlines tem por objetivo atingir a conexão aérea de 120 destinos internacionais no mundo até 2025.

-0- PANA BAL/BEH/SOC/MAR/IZ 31out2017

31 أكتوبر 2017 11:51:33




xhtml CSS