Artista malgaxe pinta em honra de poeta senegalês Léopold Senghor

Paris- França (PANA) -- A artista malgaxe Birgitte Rabarijoana apresentou quarta-feira em Paris uma tela pintada em homenagem ao antigo Presidente e poeta senegalês Léopold Sédar Senghor, falecido em Dezembro de 2003 em Verson (noroeste de França).
Intitulada "Dupla Cultura: Negritude e Francofonia", a tela mostra três koras e um balafão sob um imbondeiro acompanhados de um largo extracto do hino nacional malgaxe de autoria de Senghor.
"Prestei homenagem, através desta tela, a este grande homem, a este grande africano pela sua acção a favor da dignidade do homem negro e da cultura africana", declarou à PANA a artista malgaxe.
Rabarijoana sublinhou o engajamento pessoal do antigo chefe de Estado senegalês na Francofonia, lembrando que Senghor foi o autor do hino nacional de Madagáscar.
"O imbondeiro que se encontra na tela simboliza a sabedoria africana, fazendo alusão às palavras ancestrais.
A tela sublinha o espírito de abertura de Senghor a outras culturas, incluindo as dos outros Estados francófonos.
Ele era senegalês e profundamente malgaxe", garantiu Rabarijoana.
A artista malgaxe apresentou em Maio passado quatro grandes telas que abordam o tema da escravidão e da negritude enquanto processo para o reconhecimento da "dignidade do homem negro no Ocidente".
A obra artística de Brigitte Rabarijoana denuncia igualmente o tribalismo em África, estimando que "nunca mais um africano deve matar um outro africano".
O ex-Presidente e poeta senegalês Léopold Sédar Senghor tem sido homenageado este ano em vários cantos do mundo para celebrar o 100º aniversário do seu nascimento a 10 de Outubro de 1906 em Joal, pequena cidade costeira do Senegal.

22 Junho 2006 11:53:00


xhtml CSS