Argélia disposta a acolher diálogo interlíbios

Tripoli, Líbia (PANA) – A Argélia exprimiu oficialmente a sua disponibilidade de albergar um diálogo inclusivo entre os protagonistas na Líbia para a resolução da crise neste país, segundo uma declaração do ministro argelino dos Negócios Estrangeiros, Ramdan Lamamra, citada   pela imprensa líbia.

"A Argélia não tem nenhuma objeção a qualquer solução que os próprios Líbios escolherem, e se os Líbios afirmarem que a Argélia, enquanto país irmão e vizinho, pode albergar encontros de diferentes tipos em coordenação com eles com vista a chegar a uma solução na Líbia, a Argélia não estará oposta a isto", indicou o chefe da diplomacia argelina durante uma conferência de imprensa conjunta com o seu homólogo português, Rui Machete.

Ele precisou que "a posição da Argélia é clara e apela para um diálogo nacional e uma reconciliação nacional na Líbia bem como para dar a oportunidade às instituições eleitas a fim de adquirir cada vez mais legitimidade através da mobilização dos Líbios".

Segundo o chefe da diplomacia argelina, a crise líbia é complexa e a Argélia considera-a como um assunto interno líbio em virtude do princípio da recusa pela Argélia de qualquer ingerência nos assuntos internos dos países.

Porém, ressalvou, a Argélia não ficará inativa enquanto a crise tornar-se muito complexa devido ao destino comum entre os dois países e à história "marcada por factos de solidariedade".

Em virtude destes princípios, a Argélia não se limitará apenas a ouvir os diferentes protagonistas líbios e a aconselhá-los a recorrer à vontade do povo líbio, mas trabalhará para reconstruir a coesão e aproveitar a transição democrática através do diálogo nacional, sublinhou Lamamra.

-0- PANA BY/IS/IBA/FK/IZ 16set2014

17 Setembro 2014 18:58:37




xhtml CSS