Arcebispo anglicano Ignatius Kattey continua raptado na Nigéria

Port-Harcourt, Nigéria (PANA) - O arcebispo anglicano Ignatius Kattey continua raptado há quatro dias, na Nigéria, mas os seus raptores ainda não deram sinal nem pediram resgate, segundo a Polícia do Estado petrolífero de Rivers, no sul do país.

"A nossa unidade de luta contra os raptos está a gerir o caso. Foram lançadas buscas e até agora, nenhum grupo reivindicou o ato nem pediu resgate", declarou terça-feira a porta-voz da Polícia, Angela Agabe.

O arcebispo Kattey, igualmente bispo da província do Delta do Níger (norte), foi raptado sexta-feira última  à noite com a sua esposa, quando saía de Elema para Port Harcourt, capital estadual.

Segundo a Polícia, a sua esposa foi mais tarde libertada, mas o arcebispo foi levado para um destino desconhecido.

"As perseguições iniciadas pela Polícia obrigaram os raptores a abandonarem a esposa do arcebispo ao longo do caminho", explicou Agabe.

Jovens de Eleme organizaram segunda-feira uma manifestação na estrada muito frequentada Eleme-Port Harcour (20 quilómetros),  bloqueando-a durante uma hora.

Os raptos contra resgate são frequentes na Nigéria, particularmente na parte sul do país, onde os autores atacam qualquer pessoa suscetível de lhes conduzir a um forte resgate uma vez sequestrada.

A maioria dos reféns são geralmente libertados sãos e salvos, nomeadamente depois do pagamento de um resgate, mas as agências encarregues de segurança intervêm ocasionalmente na sua libertação.

-0- PANA TT/SEG/NFB/JSG/MAR/DD 10set2013

10 Setembro 2013 10:51:09


xhtml CSS