Apenas 2,7 por cento de Africanos utilizam internet

Paris- França (PANA) -- Apenas cerca de 2,7 por cento dos Africanos utilizam internet, segundo um estudo apresentado segunda-feira em Paris por Tidiane Dioh, responsável do Programa de Imprensa da Organização Internacional da Francofonia (OIF).
Falando na presença do secretário-geral da OIF, Abdou Diouf, Tidiane Dioh afirmou que a África francófona registou muito atraso na utilização da internet.
"Apenas 2,7 por cento da população de África, continente onde se regista o maior número de (francófonos), ou seja 96,2 milhões nos países membros da OIF, utilizam internet.
E o francês é a terceira língua da internet com cinco por cento das páginas", sublinhou o responsável do Programa de Imprensa da OIF.
Tidiane Dioh exortou a imprensa francófona a utilizar mais as nvoas tecnologias da informação ao prometer-lhe o apoio da OIF.
"A imprensa francófona detém as chaves do seu próprio sucesso.
Estas chaves têm por nome a utilização da língia francesa e das novas tecnologias", disse Dioh na apresentação do estudo intitulado "A Nova Geopolítica da Imprensa Francófona", sob a égide do Lions Club-Paris Nações Unidas.
Para o responsável do Programa de Imprensa da OIF, é preciso acompanhar a imprensa francófona para a passagem ao mundo digital.
Vários estudos demonstraram o atraso de África na utilização da internet.
Segundo um deles, há disparidades no interior do continente africano entre países como a África do Sul, o Egipto, e outros Estados menos dotados como o Mali, o Burkina Faso e o Níger.

22 Dezembro 2009 16:39:00


xhtml CSS