Annan promete pressionar G8 para cumprir com compromissos

Banjul- Gâmbia (PANA) – O Secretário--Geral (SG) da ONU Kofi Annan prometeu sábado em Banjul que vai pressionar os líders do G8, que devem reunir-se na Rússia dentro de duas semanas, para honrarem os seus engajamentos a favor de África no ano passado durante o seu último encontro em Gleneagles, Escócia.
“Sobre o comércio, vou apelar-lhes para tomarem medidas audaciosas a fim de ajudar a assegurar o sucesso do encontro de Doha a favor dos países de nosso continente”, disse Annan aos líderes africanos na abertura da 7ª Cimeira da UA iniciada sábado em Banjul com o termo previsto para domingo.
Antes da abertura desta cimeira, um grupo de organizações da sociedade civil africana (CSO) apelou aos líderes do continente para pressionarem seus homólogos do G8 (Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Itália, Japão e Rússia) para respeitarem os seus engajamentos assumidos a favor de África em Gleneagles.
A cimeira do G8 organizada em Gleneagles de 6 a 8 de Julho de 2005 concordou em aumentar a ajuda a todos os países sub- desenvolvidos para aproximadamente 50 biliões de dólares americanos anualmente até 2010, data em que pelo menos 25 biliões de dólares americanos suplementares seão acrescentados anualmente para o continente negro.
O G8 aceitou também que todas as dívidas contraídas pelos Países Pobres Altamente Endividados (PPAE) junto da IDA, do FMI (Fundo Monetário Internacional) e do Fundo de Desenvolvimento Africano (FAD) sejam anuladas, prometendo um acesso universal ao tratamento da sida até 2010.
Porém, as CSO sustentaram que os engajamentos deveriam efectivar-se um ano depois.
De acordo com a agenda da próxima cimeira do G8 prevista para Julho em Petersburgo (Rússia), tudo indica que as questões sobre África não merecerão a mesma atenção que a da última reunião em Gleneagles.

01 Julho 2006 15:17:00




xhtml CSS