Angola proíbe venda e consumo do medicamento indiano Etambutol

Luanda, Angola (PANA) - As autoridades sanitárias angolanas proibiram a distribuição, a comercialização e o consumo no país do medicamento de origem indiana Etambutol 400 mg e Isoniazida 150 mg, em comprimidos, por alegadamente ser "impróprio" para a saúde humana e conter "alterações nas propriedades físicas e físicoquímicas".

Segundo um comunicado citado quarta-feira pela imprensa angolana, a Inspeção Geral da Saúde (IGS) diz ter constatado a circulação de vários lotes do referido medicamento no mercado angolano com a data de caducidade de 3 de março de 2015.

“Com vista à preservação da saúde dos Angolanos, a Inspeção Geral da Saúde comunica à população em geral que é expressamente proibida a distribuição, a comercialização e o consumo do referido medicamento”, refere a nota.

A chefe da secção de Fiscalização de Produtos Farmacêuticos do IGS, Júlia Maria Simão, esclareceu que este medicamento do tipo antibiótico produzido pela farmacêutica indiana Pharmlink Laboratories serve para tratar pessoas que padecem de tuberculose e que foi distribuído "sem a qualidade e a eficácia exigidas".

Depois de uma denúncia do Departamento Farmacêutico e Vigilância, a Inspeção Geral da Saúde apreendeu o medicamento cuja análise e controlo permitiu concluir que o mesmo era "impróprio para a saúde".

-0- PANA JA/IZ 16jan2012

16 Janeiro 2013 12:33:11


xhtml CSS