Angola pode ter sucesso no combate à SIDA

Luanda- Angola (PANA) -- O Director do ONUSIDA, Michel Sidibé, considerou que Angola, apesar de fazer fronteira com países onde o HIV/SIDA avança de forma assustadora, poderá transformar-se num país de sucesso na prevenção da pandemia por causa do empenho das suas autoridades.
Falando à imprensa no final de um encontro com o Secretário-Geral do MPLA (partido no poder), João Lourenço, o alto funcionário da ONU adiantou que "o momento é propício para a intervençao e a aceleração dos métodos de combate à SIDA, já que o governo está a disponibilizar meios para o efeito".
Existem actualmente em África 25 milhões de pessoas infectadas pelo HIV, sublinhou o Director do Programa das Nações Unidas de Luta Contra a SIDA.
Dados da ONU de 2002 aos quais a PANA teve acesso indicam que o país possui acima de 500 mil infectados e que 300 mil crianças serão órfãs até ao ano de 2009, caso o Governo não tome medidas visando estancar a pandemia.
O Ministério da saúde revelou recentemente que os serviços nacionais de saúde controlam dez mil sidosos internados em diversos hospitais do país.
Michel Sidibé efectua desde segunda-feira uma visita oficial de três dias a Angola para analisar com as autoridades locais questões que se prendem com o desenvolvimento da doença em África e, em particular, no país.

11 Fevereiro 2003 19:41:00


xhtml CSS