Alto preço da baunilha incentiva cultivo em São Tomé e Príncipe

São Tomé- São Tomé e Príncipe (PANA) -- Agricultores são-tomenses estão apostados no cultivo da baunilha para exportação devido ao seu custo no mercado internacional, cujo preço por quilograma ronda os 500 dólares, constatou a PANA.
Para estimular o cultivo da baunilha no arquipélago, o governo são- tomense está a realizar cursos de capacitação sobre sua produção em larga escala e em todo território nacional que abarcam ensinamentos relacionados com a preparação do terreno, obtenção de estaca, plantação e polinização do produto.
Segundo um dos produtores, Francisco Ramos, a baunilha "pode ser cultivada facilmente e absorve por héctare apenas 3 trabalhadores (.
.
.
).
Se conseguirmos uma plantação que nos proporcione 300 quilos por héctare significa que o agricultor terá um grande rendimento e consequentemente melhorará a sua vida e da sua família".
A aposta na plantação e exportação da baunilha poderá ser uma "tábua de salvação" para a agricultura, principal fonte de receitas do arquipélago que nos últimos tempos tem estado praticamente inoperante.
Durante muitos anos São Tomé e Príncipe foi um grande exportador de café, copra e cacau, mas a má gestão e a redução do preço do produto no mercado internacional levou ao abandono das roças pelas autori- dades e a sua distribuição a privados que, por falta de dinheiro, não conseguem impulsionar o sector agrícola.

03 Outubro 2004 11:26:00


xhtml CSS