Aliança Mundial para vacinação cessa apoio financeiro ao Congo

Brazzaville, Congo (PANA) – A Aliança Mundial para a Vacinação e Vacina decidiu retirar progressivamente o seu apoio financeiro ao Congo em 2016, devido ao crescimento económico do país que aumentou consideravelmente nos últimos anos.

Com efeito, uma delegação da Organização Mundial da Saúde (OMS), liderada por Hélène Mambu-Madisu e Michael Mc Question, defendeu quarta-feira em Brazzaville, junto do presidente da Assembleia Nacional, Justin Koumba,  a concessão de recursos orçamentais suficientes ao Programa Alargado de Vacinação (PAV).

Segundo Mambu-Madisa, esta retirada seria justificada pelo crescimento económico do Congo que aumentou consideravelmente, e que faz integrar este país na posição das nações de rendimento intermédio.

Mambu-Madisu notou, no entanto, que apesar deste prazo fixado pela Aliança Mundial para a Vacinação e Vacina, o Congo iniciou, pelos seus próprios esforços, a introdução de novas vacinas.

Mambu-Madisu sublinhou a necessidade de sensibilizar as autoridades, desde já, para que elas não sejam supresas com o aumento brutal dos preços destas novas vacinas devido à cessação do apoio financeiro da Aliança Mundial para a Vacinação e Vacina.

Assim, a partir de 2012, o Governo congolês deve, pouco a pouco, começar a reservar provisões orçamentais consideráveis para um certo número de vacinas para as quais a contribuição financeira foi solicitada, prosseguiu.

Face a esta problemática, o presidente da Assembleia Nacional comprometeu-se a velar pelas provisões orçamentais que serão consagradas ao Ministério congolês da Saúde e População a partir de 2012.

-0- PANA MB/JSG/IBA/FK/IZ 17nov2011

17 november 2011 15:47:01




xhtml CSS