Alassane Ouattara visita Presidente nigeriano

Abuja, Nigéria (PANA) - Alassane Ouattara, presidente ivoriense reconhecido pela comunidade internacional, reuniu-se sexta-feira com o Presidente nigeriano, Goodluck Jonathan, em Abuja após o fracasso dos esforços de mediação envidados pela União Africana (UA) para  resolver a crise no seu país, constatou a PANA no local.

O encontro realizou-se à porta fechada na residência oficial do Presidente Jonathan, que exerce atualmente a presidência rotativa da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO).

No entanto,  nenhum detalhe filtrou desta conversa mas presume-se que ela tenha versado sobre a reunião do Conselho de Segurança e Paz (CSP) da UA sobre a crise ivoiriense decorrida de 9 a 10 de março em Addis Abeba, na Etíopia, sem sucesso.

A CEDEAO tentou encontrar uma solução para este conflito até janeiro último mas em vão. Imediatamente, a UA criou um painel de alto nível para tentar solucionar esta diferendo que já custou a vida a centenas de pessoas e que ameaça mergulhar o país rico em cacau numa nova guerra civil.

O painel da UA apresentou a sua proposta durante este encontro de Addis Abeba para o qual Alassane Ouattara e Laurent Gbagbo (Presidente ivoiriense cessante que no entanto se mantêm no poder) tinham sido convidados.

Entre os principais pontos da proposta de paz está o reconhecimento imediato e o empossamento de Ouattara como Presidente ivoiriense, a criação dum governo de união e a necessidade de se garantir “uma saída honrosa” a Gbagbo.
  
Ouattara insitiu em que o campo Gbagbo o reconhecesse como vencedor da segunda volta das eleições presidenciais de 28 de Novembro de 2010, posição rejeitada por Gbagbo através do seu ministro dos Negócios Estrangeiros que o representou neste encontro.

Um funcionário da Comissão da UA (CUA) indicou à PANA em Abuja, neste sábado, que a resolução da crise ivoirien depehnde ainda da CEDEAO.

“Parece cada vez mais provável que a CEDEAO possa usar da força para derrubar Gbagbo”, indicou ainda este funcionário, referindo-se à decisão dos dirigintes desta sub-região tomadas na último cimeira extraordinária sobre a Côte d'Ivoire que decidiu recorrer à força para tirar  Gbagbo do poder.

Os líderes da CEDEAO deverão reúnir-se em Abuja de 23 a 24 de Março e os debates serão dominados pela crise ivoirien.

-0- PANA SEG/AKA/JSG/CCF/DD 12março2011

12 Março 2011 12:23:48




xhtml CSS