Alassane Ouattara recebe presidente do Conselho Constitucional

Abidjan, Côte d’Ivoire (PANA) – O presidente do Conselho Constitucional ivoiriense, Paul Yao N’dré, será recebido em audiência esta quinta-feira pelo chefe de Estado, Alassane Ouattara, anunciou a Presidência.

Paul Yao N’dré regressa de Accra, onde esteve refugiado durante a crise pós-eleitoral, para a investidura do Presidente Ouattara anunciada para 15 de maio próximo.

Ele havia proclamado Laurent Gbagbo vencedor da segunda volta das presidenciais de 28 de novembro de 2010, em detrimento de Alassane Ouattara, declarado eleito pela Comissão Eleitoral Independente (CEI) e apoiado pela comunidade internacional.

No mesmo impulso de reconciliação, Ouattara recebeu quarta-feira o presidente da Assembleia Nacional, Mamadou Koulibaly, próximo do Presidente cessante, Laurent Gbagbo.

Mamadou Koulibaly também regressou terça-feira de Accra, onde se tinha refugiado.

« Estava em Accra, o Presidente Ouattara telefonou-me e desejou que regresse à Côte d’Ivoire. Discutimos várias coisas. Falámos de vários assuntos », declarou Mamadou Koulibaly, no termo da audiência.

Entre os assuntos evocados, a necessidade de Ouattara prestar juramento oficialmente como Presidente da República, em conformidade com o desejo da União Africana.

Além disso, os parlamentares evocaram preocupações ligadas à insegurança que reina no país e às ameaças e pilhagens de que são objeto.

Nesse sentid, segundo Mamadou Koulibaly, o Presidente Ouattara deu instruções para que a Assembleia Nacional seja protegida rapidamente.

O presidente da Assembleia Nacional exortou os Ivoirienses a fazer da paz e da reconciliação uma realidade para permitir à Côte d’Ivoire retomar o caminho do desenvolvimento.

Ele sugeriu e obteve que Alassane Ouattara discursse à nação a 27 de abril próximo na primeira sessão parlamentar do ano « para dizer aos Ivoirienses onde ele vai, como ele deseja ir, com quem, em que condições de segurança, de descanso ».

« Penso que indo neste sentido e se as pessoas aceitarem parar de brigar, se os que tiverem armas deixarem de ameaçar os que não têm, se os que são da Coligação dos Houphouetistas para a Paz e Democracia (RDHP) pararem de amedrontar os que não são da RHDP, se os representantes locais do Partido Democrático da Côte d’Ivoire (PDCI)  ou da Coligação Republicanos de Côte d’Ivoire (RDR) deixarem de amedrontar os representantes locais da  Frente Popular Ivoiriense (FPI) , talvez tenhamos uma oportunidade extraordinária de reconstruir este país após este caos », afirmou Mamadou Koulibaly.

-0- PANA GB/JSG/MAR/TON 21abril2011

21 april 2011 12:13:36




xhtml CSS