Alassane Ouattara nomeia novo embaixador da Côte d'Ivoire junto das Nações Unidas

Nova Iorque, Estados  Unidos (PANA) – Alassane Ouattara, um dos dois Presidentes proclamado vencedor da segunda volta das eleições presidenciais de 28 de Novembro último na Côte d'Ivoire e reconhecido pelas Nações Unidas, nomeou quinta-feira o seu embaixador junto da ONU.

O novo embaixador, Youssoufou Bamba, apresentou quarta-feira as suas cartas credenciais ao Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon.

Bamba, que falava quinta-feira aos jornalistas de serviço na sede das Nações Unidas em Nova Iorque, declarou que ele pretende encontrar-se com todos os membros do Conselho de Segurança da ONU para os informar sobre a sua nomeação e sobre a « grave situação » no seu país.

« Tenciono reunir-me com todos os 15 membros do Conselho de Segurança. Eu vou encontrá-los  para lhes explicar a gravidade da situação na Côte d'Ivoire », disse.

Ele exprimiu a esperança de que as Nações Unidas vão prosseguir o seu apoio à vontade popular exprimida pelos Ivoirienses, « a fim de impedir a sua violação e o seu confisco por outras pessoas ».

Bamba considera Ouattara como « o Presidente legítimo da Côte d'Ivoire » e acrescentando que « ele foi eleito no termo de eleições livres, democráticas e transparentes. Os resultados foram proclamados pela Comissão Eleitoral Independente (CEI) e certificados pelas Nações Unidas ».

Segundo ele, «  o debate está encerrado, trata-se agora de saber quando e como Laurent Gbagbo (o Presidente cessante igualmente declarado vencedor pelo Conselho Constitucional) vai retirar-se do poder ».

Ele revelou igualmente «  uma violação em massa dos direitos humanos » com mais de 170 pessoas mortas durante manifestações de ruas no país.

« Estamos  à beira do genocídio. É preciso fazer alguma coisa », acrescentou o embaixador.

Na semana passada, a Assembleia Geral das Nações Unidas reconheceu, por unanimidade , Ouattara como Presidente legítimo da Côte d'Ivoire e decidiu que a lista dos diplomatas que ele submeterá à organização universal será reconhecida como os representantes oficiais do seu país junto da ONU.

A Nações Unidas, a União Africana(UA), a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) e  a União Europeia (UE) adoptaram sanções diplomáticas e económicas contra o campo de Gbagbo para que ele ceda o poder a Ouattara.

-0- PANA AA/BOS/ASA/TBM/SOC/FK/TON 31Dez2010

31 Dezembro 2010 08:57:48




xhtml CSS