Agências da ONU ajudam Quénia a fazer face à penúria de água e de alimentos

Nova Iorque, Estados Unidos (PANA) – Agências da Organização das Nações Unidas (ONU) e seus parceiros estão a ajudar o Governo queniano a enfrentar uma penúria de água e de alimentos que atingiu várias partes do país na sequência duma estação de seca prolongada, indica um comunicado do Escritório das Nações Unidas para a Coordenação dos Assuntos Humanitários (OCHA) publicado sexta-feira.

A seca está mais severa nas zonas semi-áridas do Quénia onde moram criadores quenianos, lê-se no texto.

O OCHA indicou que a assistência às comunidades presentes nas regiões do norte, do leste, do nordeste e no litoral deste país da África Oriental consiste no fornecimento de água, alimentos e suplemento nutricional para as crianças.

Todavia, lamenta o OCHA, cinco pessoas teriam morrido devido à seca.

"A seca deverá ter um impacto negativo sobre a agricultura e o gado nas zonas afetadas, perturbando os meios de subsistência de cerca de três milhões de pessoas", alertou a agência onusina.

O OCHA afirmou igualmente que os preços dos alimentos aumentaram com a baixa dos stocks no seio das famílias com rendimentos limitados e que são as mais vulneráveis a este flagelo.

O comunicado sublinhou igualmente que agências humanitárias e seus parceiros no seio do Governo queniano vão fazer, durante 12 dias, uma avaliação a partir da próxima segunda-feira a fim de determinar a amplitude da crise.

-0- PANA AA/SEG/AKA/TBM/IBA/CJB/DD      14Jan2011

14 Janeiro 2011 19:59:44


xhtml CSS