African Media Initiative oferece bolsas a jornalistas africanos

Nairobi, Quénia (PANA) – Um novo programa de um milhão de dólares americanos, lançado em Addis Abeba, na Etiópia, durante a celebração do 50º aniversário da criação da Organização da Unidade Africana (OUA), transformada em União Africana (UA), tenciona oferecer bolsas aos jornalistas africanos, indica um comunicado divulgado quinta-feira pela Embaixada dos Estados Unidos em Nairobi, no Quénia.

As bolsas abrangem reportagens para a imprensa de investigação e artigos multimédias destinados à melhoria da saúde e à promoção da prosperidade no continente.

O concurso African Story Challenge (TASC), lançado a 26 de maio, vai conceder mais de 100 bolsas de reportagem para artigos que tratam de questões de desenvolvimento, segundo o comunicado.

Os jornalistas selecionados para as bolsas participarão em sessões intensivas para concluir o seu projeto.

Os beneficiários que produzirão os melhores artigos ou emissões nos médias que influenciam o público africano ganharão prémios em numerário ou um título de viagem para uma missão internacional  de reportagem.

O concurso é um projeto do African Media Initiative (AMI), a maior associação de patrões de imprensa e de operadores dos médias.

-0- PANA DJ/VAO/ASA/JSG/CJB/TON 7jun2013

07 Junho 2013 16:47:27




xhtml CSS