Aeroporto da capital cabo-verdiana em obras de ampliação e modernização

Praia, Cabo Verde (PANA) - O Aeroporto Internacional Nelson Mandela, na cidade da Praia, a capital de Cabo Verde, vai benficiar de obras de ampliação e modernização com vista a adequá-lo às novas demandas do mercado, soube a PANA de fonte oficial.

Orçadas em 2,26 milhões de euros, cofinanciados pelo Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) e pelo Governo cabo-verdiano, as obras consistem na extensão do terminal de passageiro, na remodelação do terminal de cargas e na extensão da plataforma de estacionamento das aeronaves.

Segundo o presidente do Conselho de Administração da empresa cabo-verdiana de Aeroportos e Segurança Aérea (ASA), todo o edifício do Aeroporto Internacional Nelson Mandela, que abrange atualmente uma área de 6.960 metros quadrados, passará a dispor de uma área de 10.700 metros quadrados, transformando-se, deste modo, numa “plataforma de desenvolvimento” de toda a região sul do arquipélago.

Se tudo correr conforme previsto, as obras estarão concluídas em abril de 2017, permitindo que o aeroporto da capital cabo-verdiana possa duplicar o fluxo de passageiros/ano para 800 mil e o processamento de bagagens, com o aumento do número de tapetes para o seu processamento e tramitação.

O projeto inclui também o aumento de número de balcões de "check-in" e dos postos de fronteira, o que irá permitir uma maior celeridade nos procedimentos com reposicionamento dos serviços operacionais para tornar o aeroporto mais fácil de gerir.

Este projeto exclui a extensão em 500 metros da pista, atualmente com 2.100 metros, o que não permite atualmente a aterragem e descolagem de aviões de grande porte. No entanto, o BAD já prometeu apoiar o projeto da extensão da pista quando for solicitado para o efeito.

A remodelação e modernização do aeroporto internacional da capital cabo-verdiana, que até 2005 era uma infraestrutura que apenas recebia voos doméstico e regionais, inscreve-se no âmbito da modernização das infraestruturas aeroportuárias que a ASA tem em curso no quadro do seu plano de negócio de 2012-2018.

O conjunto de investimentos está orçado em cerca de 62 milhões de euros e incluem, nomeadamente, a expansão e modernização do terminal do passageiro do Aeroporto Internacional Amílcar Cabral, na ilha do Sal, e do Aeroporto Internacional Aristides Pereira, na ilha da Boa Vista.

Fazem ainda parte destes investimentos a modernização do sistema de navegação aérea e de vigilância, a construção da torre de controlo do Aeroporto Internacional Cesária Évora, na ilha de  São Vicente, e que já está concluída, e a adequação dos aeroportos e aeródromos com novos instrumentos de segurança.

O ato do lançamento da primeira pedra das obras de remodelação do aeroporto da capital cabo-verdiana foi presidido pelo primeiro-ministro cabo-verdiano, José Maria Neves, que salientou a importância do impacto que o novo terminal de passageiros terá no tecido económico de Cabo Verde, uma vez que irá alavancar os setores dos transportes e do turismo.

José Maria Neves considera que a ampliação e modernização do aeroporto da capital  constitui "mais um passo" para transformar Cabo Verde num centro internacional de prestação de serviços.

-0-  PANA  CS/TON  28abril2015

28 Abril 2015 15:30:15




xhtml CSS