Adopção do Mecanismo de revisão pelos parceiros da NEPAD

Abuja- Nigéria (PANA) -- Doze países africanos assinaram a declaração sobre o Mecanismo de revisão pelos parceiros, um dos pilares da nova Parceria para o desenvolvimento de África (NEPAD), que permite aos dirigentes supervisionar as realizações de cada um deles.
Dirigindo-se domingo aos jornalistas no final da cimeira de um dia do comité de implementação da NEPAD na capital nigeriana, Abuja, o presidente Olusengu Obasajo declarou que a África do Sul, a Algéria, o Rwanda e Moçambique faziam parte dos países que haviam assinado a delaração.
O presidente Obasanjo, que é igualmente o presidente do Comité, explicou que o documento jurídico sobre a declaração estará a disposição dos outros países, a fim de que eles possam ter acesso durante a reunião do comité em fevereiro de 2003.
"Nós esperamos que durante a nossa reunião de fevereiro, o documento jurídico esteja disponível a fim de que as pessoas possam aderir", afirmou, acrescentando que o mecanismo de revisão utilizará as organizações regionais como instrumento de avaliação.
"É um engajamento voluntário, mas aqueles que não assinaram não o farão mais, não porque eles estejam em desacordo com o que nós decidimos, mas porque existem muitos elementos em jogo e que por esta razão necessitam de mais tempo", indicou Obasanjo, facto que prova a existência de objecções feitas por certos países concernentes ao mecanismo.
Mas o líder nigerinao sublinhou que não haveria sanções contra os países que se tinham recusado a assinar a declaração.
Obasanjo declarou que a cimeira tiha sido um grande sucesso e disse que os dirigentes tinham sido informados sobre as zonas turbulentas no continente.
Os problemas da paz , a segurança e a estabilidade no continente foi um dos pontos importantes da ordem de trabalhos da cimeira, a quinta desde a criação da NEPAD.
O presidente Obasanjo explicou que esses problemas foram levantados "porque estimamos que não pode haver desenvolvimento enquanto houverem conflitos".
Disse que "a NEPAD é uma boa via e que nós esperamos ainda mais entusiasmo na sua implementação".
Os presidenete Abdoulay Wade do Senegal, Thabo Mbeki da África do Sul, Abdelaziz Bouteflika da Algéria, Joaquim Chissano de Moçambique, Paul Kagamé do Rwanda, o Primeiro-Ministro Meles Zenawi da Etiópia e o vice-presidente do Comité de implementação da NEPAD, presidente Festus Mogae do Botswana, paticiparam da cimeira.
Treze outros dirigentes africanos enviaram os seus representantes à reunião, realizada no secretariado da Comunidade económica dos Estados da África do oeste(CEDEAO) na capital nigeriana, Lagos.

02 Dezembro 2002 18:03:00


xhtml CSS