Administrador comunal na capital senegalesa condenado a seis meses de prisão

Dakar, Senegal (PANA) - Barthélémy Diaz, administrador da comuna de Sacré Coeur-Mermoz de Dakar, a capital senegalesa, foi condenado a seis meses de prisão efetiva e uma multa de 100 mil francos CFA, por "ultraje a magistrado e incitação à insurreição".

Segundo a decisão lida terça-feira no Tribunal de Flagrantes Delitos, Barthélémy Diaz fez declarações "injuriosas e difamatórias" a respeito da Justiça senegalesa, quando reagia, a 30 de março passado, ao veredito do julgamento do presidente da Câmara Municipal de Dakar, Khalifa Sall, de que é um próximo, quando este último foi condenado a cinco anos de prisão efetiva por falsificação de documentos e peculato de um bilião e 800 milhões de francos CFA.

Ele acusou nomeadamente a Justiça senegalesa de parcialidade e de se ter aliado ao poder político.

O julgamento de Barthélémy Diaz decorreu a 7 de abril diante do Tribunal de Flagrantes Delitos de Dakar.

O procurador da República requereu uma pena de dois anos de prisão efetiva contra o administrador de Sacré-Coeur-Mermoz.

No ano passado, Diaz já tinha sido condenado a seis meses de prisão pela morte de um  membro de um grupo de apoiantes do antigo Presidente Abdoulaye Wade que  atacaram a sua sede da sua administração comunal, em 2011.

-0- PANA AAS/JSG/IBA/MAR/IZ 17abril2018

17 Abril 2018 23:28:07


xhtml CSS