Adiada "investidura" do líder da oposição queniano como Presidente da República

Kigali, Rwanda (PANA) - A oposição queniana, National Super Alliance (NASA), adiou a cerimónia de investidura do seu líder, Raila Odinga, como Presidente da República paralelo após uma eleição controversa que ela boicotara, informou o partido numa declaração publicada segunda-feira em Kigali

Neste documento assinado por Kivutha Kibwana, líder do Partido Wiper Democrático, um dos  membros da coalizão NASA, indica-se que a decisão do adiamento foi tomada após intensas consultas internas.

Após intensas consultas internas e um compromisso com um grande número de interlocutores nacionais e internacionais, a gerência da NASA deseja informar os ativistas e o público em geral que a investidura de Raila Amolo Odinga e de Stephen Kalonzo Musyoka respectivamente como Presidente e Vice-Presidente da República do Quênia, e o lançamento do calendário da Assembleia Nacional do Povo previsto para 12 de dezembro corrente foram protelados para uma data ulterior", lê no texto.

Em vez disso, eles previam realizar uma cerimónia num lugar público indeterminado alusiva ao Dia da festa da independência do Quénia.

"Agradecemos ao Governo e ao povo da província de Mombasa, litoral leste, que tiveram o prazer de acolher o evento", indica a declaração.

O procurador-geral da República, Githu Muiga, advertiu que esta ação representava uma alta traição cuja consequência seria a pena de morte.

-0- PANA TWA/VAO/MMS/IS/DIM/DD 12dez2017

12 Dezembro 2017 13:19:50




xhtml CSS