AFAA vai financiar bolsas para artistas angolanos

  Luanda- Angola (PANA) -- "A Associação francêsa de Acção Artística (AFAA)  vai financiar bolsas com uma duração de quatro anos para os artistas angolanos residentes no país, em outros Estados africanos e em França, com experiência de pelo menos quatro anos", soube segunda-feira a PANA , em Luanda,  de uma fonte autorizada.
Segundo a fonte, o projecto será oficialmente anunciado pelo Director da AFAA, Olivier Poivre D'Arvor, durante uma mesa redonda a realizar-se no dia 23 deste mês, em Luanda, da qual vão participar "representantes do Ministério da Cultura, União Nacional dos Artistas Plásticos (UNAP), Teatro Avenida, Academia de Música e Dança, entre outras entidades".
"Os artistas nacionais interessados em realizar projectos de artes visuais e cénicas podem candidatar-se até ao dia 30 de Setembro de 2003, devendo incluir incluir um  texto sobre as intenções de participação no concurso, o orçamento global, os nomes dos  parceiros e os financiamentos (despesas e receitas)", explica.
"O calendário de execução e documentação para a avaliação do projecto (biografia dos artistas, fotografias de obras,  vídeos, revistas de  imprensa), assim como as referências bancárias do responsável do projecto", são entre outras exigências que constam do concurso.
A bolsa permitirá aos profissionais da cultura, artistas e pesquisadores consultar um acervo de obras, revistas especializadas, artigos de imprensa e dossiers de artistas,  entre os quais fotógrafos, pintores, escultores, músicos, companhias teatrais e de dança, além de  uma base de dados sobre a criação contemporânea online.
Os candidatos devem inscrever-se nos domínios da pintura, escultura, fotografia, design, música, teatro, dança, circo e artes de rua.
A AFAA é um organismo de apoio ao desenvolvimento cultural junto de vários países de África, cujo objectivo principal é incentivar a criação artística, permitir a participação de criadores do continente nas grandes correntes internacionais de arte, promovendo a  circulação dos artistas, das técnicas e das obras.
Este coordena os encontros de fotografia africana de Bamako e os  coreográficos da África  e do Oceano Índico de Antananarivo, e de apoio às grandes manifestações da criação em  África (DakArt).
    

13 Janeiro 2003 15:09:00


xhtml CSS