ACNUR apela países vizinhos da RCA a acolher refugiados

Nova Iorque, Estados Unidos (PANA) - Face à violência na República Centroafricana (RCA), que continua a obrigar os civis a procurar refúgio seguro, o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) exortou os países vizinhos a abrir as suas fronteiras às populações civis em fuga.

O porta-voz do ACNUR, Adrian Edwards, que falava aos jornalistas na sede da ONU em Nova Iorque (Estados Unidos) na sexta-feira através de vídeoconferência desde Genebra (Suíça), declarou que a crise na RCA iniciada em dezembro de 2012 já levou 226 mil pessoas a buscar refúgio nos países vizinhos.

Ele disse que das 550 mil pessoas deslocadas internas 132 mil estavam em Bangui, a capital.

Adrian Edwards afirmou que a agência soube através de relatórios que requerentes de asilo no Tchad foram expulsos no posto de entrada fronteiriço de Sido.

"O ACNUR exortou igualmente os países vizinhos, incluindo o Tchad, a guardar as suas fronteiras abertas para permitir aos refugiados e outros indivíduos encontrar um abrigo seguro", sublinhou o porta-voz da agência da ONU.

-0- PANA AA/MA/ASA/TBM/MAR/TON 14junho2014

14 Junho 2014 07:31:59




xhtml CSS