ACNUR preocupado com situação da minoria muçulmana Fula na RCA

Túnis, Tunísia (PANA) - O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) exprimiu a sua preocupação face à deterioração da situação de mais de 400 muçulmanos da minoria Fula cercados há  vários meses na localidade de Yakolé, a 200 quilómetros a noroeste de Bangui, a capital da República Centroafricana (RCA).

Nesta localidade, viviam antes mais de 10 mil muçulmanos. Várias crianças e adultos sofrem de desnutrição aguda. Ele precisou que mais de 30 porcento deles estão afetados pela malária e pela cólera, alertou terça-feira o porta-voz do ACNUR, Adrian Edwards.

A guerra civil e religiosa que eclodiu no país, há mais de dois anos, provocou o deslocamento de centenas de milhares de pessoas na RCA, enquanto quase 200 mil outras se refugiaram nos países vizinhos e mais de 30 mil outras estão bloqueados no país, acrescentou a instituição onusina.

-0- PANA AD/IN/BEH/SOC/FK/DD 24dez2014

24 Dezembro 2014 12:34:54




xhtml CSS