A SIDA, uma das causas da penúria alimentar no Malawi

Lilongwe- Malawi (PANA) -- A penúria alimentar deverá persistir no Malawi se a pandemia do HIV/SIDA não for controlada, disse o vice-presidente do país, Justin malewezi.
Malewezi disse aos deputados, reunidos actualmente em sessão extraordinária de três dias na capital Lilongwe, que para além das inundações e da seca que se registaram em certas partes da África Austral, a pandemia do HIV/SIDA contribuiu para a actual crise alimentar.
"Não podemos nos libertar desta crise alimentar sem atacarmos a pandemia da SIDA", sublinhou, acrescentando que "a SIDA não é apenas uma doença, mas um problema de desenvolvimento".
Cerca de um milhão de malawis vivem com o HIV.
A maioria entre eles tem uma idade que vai de 15 à 49 anos, de acordo com a Comissão Nacional de luta contra a SIDA.
O vice-presidente apelou, face a essa situação, aos 193 deputados do Parlamento para que organizem reniões de sinsibilização sobre os perigos da doença nas suas respectivas circunscrições.

13 Dezembro 2002 17:24:00


xhtml CSS