865 casos de violências contra mulheres na Côte d’Ivoire

Abidjan, Côte d´Ivoire (PANA) - A Côte d'Ivoire registou, no primeiro trimestre deste ano, 865 casos de violência contra mulheres, incluindo 261 violações sexuais e 221 agressões físicas, revelou segunda-feira a ministra ivoiriense da Solidariedade, Família, Mulher e Criança, Anne Desirée Ouloto.

Numa mensagem por ocasião da celebração da 23ª edição dos 16 dias de ativismo contra a violência feita às mulheres, Ouloto indicou que 33 porcento das violações foram cometidas em menores de 10 a 18 anos e três casos em bebés de zero a cinco anos.

As violações coletivas perfizeram 23 porcento do total de casos, enquanto 33 porcento foram perpetrados durante assaltos domiciliares, disse.

No mesmo período, prosseguiu, as cidades de Abidjan e de Bouaké lideraram as agressões com 40 casos, seguidas por Daloa (31 casos), Duékoué (28), San Pédro (23), Man (20), Danané (19) e Yamoussoukro (16).

Para Ouloto, o Governo ivoiriense que exprime a sua determinação a erradicar o flagelo das violências feitas às mulheres adotou como tema nacional "Tolerância Zero contra a Violência Feita às Mulheres, às Jovens Raparigas e às Crianças".

Decretados em 1991 pelas Nações Unidas, os 16 dias de ativismo contra as violência feita às mulheres decorrem de 25 de novembro a 10 de dezembro sob o lema "Paz em Casa, Paz no Mundo: Desafiemos o Militarismo e Acabemos com a Violência feita às Mulheres".

-0- PANA BAL/TBM/MAR/IZ 25nov2013

26 novembre 2013 13:05:18


xhtml CSS