788 médicos grevistas demitidos na Nigéria

Lagos, Nigéria (PANA) – O Governo do Estado de Lagos, na Nigéria, decidiu despedir 788 médicos grevistas e a sua substituição por 373 outros recentemente recrutados.

A medida foi anunciada terça-feira à noite pelo Conselho de Administração do Centro Hospitalar Universitário do Estado de Lagos (LASUTH) e pela Comissão do Serviço Sanitário do Estado (HSC).

Estes médicos foram demitidos por não justificarem a sua ausência do seu local de trabalho e por violarem as regras e as leis que regem as greves e as ações sindicais na Função Pública, explicou uma fonte autorizada.

Os médicos estiveram em greve para reclamar do Governo um aumento dos seus salários.

-0- PANA SEG/FJG/JSG/IBA/FK/IZ 09maio2012

09 Maio 2012 18:42:24


xhtml CSS