41 migrantes resgatados ao largo das costas da Líbia

Tripoli, Líbia (PANA) -  Quarenta e um emigrantes ilegais acabam de ser resgatados e 63 outros foram dados como desaparecidos após o naufrágio de um barco pneumático a bordo do qual se encontravam, ao largo das costas da Líbia, anunciou a Marinha líbia terça-feira

Segundo o porta-voz da Marinha, o coronel Major Ayoub Gassem, 41 migrantes que usavam coletes salva-vidas foram resgatados.

Citando sobreviventes, ele indicou que o barco que afundou ao largo da costa de Garabolli, a 50 quilómetros a leste de Tripoli, transportava pelo menos 104 pessoas, o que permite estimar em 63 o número de desaparecidos.

O coronel-major Gassem lamentou poucos meios de que dispõe a Guarda Costeira líbia, designadamente três navios operacionais, muitas vezes imobilizados no porto por falta de coletes salva-vidas, de combustível por causa de avarias.

"Precisamos de mais barcos", pediu o oficial militar, acrescentando que a Guarda Costeira não tem coletes salva-vidas suficientes para lidar com um grande número de migrantes no mar.

A Guarda Costeira recebe crescentes pressões da Europa para intensificar seus esforços a fim de lidar com barcos de migrantes que tentam atravessar o Mar Mediterrâneo rumo aos países europeus.

A Itália e Malta decidiram, em junho último, fechar seus portos a embarcações de resgate por caridade, aumentando a pressão sobre a Guarda Costeira líbia, que doravante realiza mais missões de resgate do que antes.

A Guarda Costeira líbia resgatou em junho mais de quatro mil emigrantes, dos quais mil num único dia.

-0- PANA BY/DIM/DD 04julho2018



04 Julho 2018 11:28:41


xhtml CSS