30 mil famílias expulsas por elefantes errantes no sudeste da RDC

Kinshasa, República Democrática do Congo (PANA) - Mais de 30.000 famílias abandonaram as suas aldeias, fugindo da insegurança causada por elefantes errantes nos territórios de Malemba Nkulu, Bukama e Kamina, na província de Haut-Lomami, no sul- Este  República Democrática do Congo, indica um relatório do deputado provincial deste país, Paul Ngoy Nsenga Binthelu, a que a PANA teve acesso este fim de semana.

Ngoy Nsenga Binthelu, que acaba de visitar esses territórios no quadro das férias parlamentares, assinalou que esses paquidermes devastaram campos em várias aldeias e que causaram a perda de vidas humanas durante a sua passagem nestas zonas.

A passagem desses elefantes causou igualmente  uma crise alimentar e sanitária, alertou o parlamentar acrescentando que "mais de 108 aldeias estão abandonadas".

Lançou finalemente um apelo às autoridades competentes para que tomem medidas a fim de  proteger quer a população quer esses animais protegidos.

-0- PANA KON/IS/DIM/DD 14abril2018

14 أبريل 2018 14:34:08


xhtml CSS