2600 médicos cubanos aguardados no Congo

Brazzaville, Congo (PANA) – Quase dois mil e 600 médicos e outros profissionais da saúde cubanos são esperados nos próximos meses no Congo para colmatar o défice de pessoal médico que registam os hospitais congoleses, anunciou esta segunda-feira o Ministério da Saúde e População.

A chegada destes profissionais de saúde cubanos inscreve-se no quadro dos acordos de parceria assinados em junho de 2013 entre os dois países com vista a reforçar o sistema sanitário nacional congolês, confrontado com numerosas dificuldades.

Enquanto se aguarda pela formação de quase 200 estudantes congoleses em Cuba no quadro do mesmo acordo, os profissionais cubanos vão exercer nos 12 hospitais gerais em construção nos 12 departamentos  do Congo, e cujas obras estão em via de conclusão.

Já  18 médicos cubanos estão desde terça-feira última no Congo para substituir os seus compatriotas precedentemente de serviço em vários hospitais congoleses e cujo mandato expirou.

De entre eles, quatro fazem parte duma equipa de 192 outros médicos cubanos que vão  trabalhar brevemente no hospital especializado da cidade Oyo, cuja inauguração pelo Presidente congolês, Denis Sassou Nguesso,  está prevista para março próximo.

-0- PANA MB/JSG/FK/IZ  25jan2016

25 Janeiro 2016 12:55:29


xhtml CSS