258 trabalhadores da Air Mauritanie no desemprego

Nouakchott- Mauritânia (PANA) -- A companhia aérea nacional Air Mauritanie despediu 258 trabalhadores, enquanto 120 outros foram retidos por "necessidade de serviço", soube quinta-feira a PANA de fonte da empresa.
Esta medida ocorre após dois meses de inactividade da companhia consecutiva à apreensão em França por atrasos de pagamento de dívidas de dois milhões e 700 mil dólares americanos do aluguer de dois aviões.
Os aparelhos eram explorados com base num contrato de "leasing" que liga a companhia aérea nacional mauritaniana ao seu parceiro norte- americano International Finance Leasing Corporation (IFLC).
O pessoal e os sindicatos contestam a decisão, denunciando a violação da Lei do Trabalho e da convenção colectiva e as bases da selecção.
Para o pessoal posto em desemprego técnico, nada justifica uma tal decisão na medida em que a liquidação da companhia deverá ser pronunciada a 29 de Outubro.
Os trabalhadores acusam igualmente a direcção-geral da companhia e o Ministério dos Transportes de divergência, falta de fornecimento de informações e boa gestão da crise.

19 Outubro 2007 13:49:00


xhtml CSS