24 candidaturas validadas para presidenciais de 29 de julho no Mali

Bamako, Mali (PANA) - O Tribunal Constitucional do Mali validou 24 candidaturas, das quais  uma mulher, às presidenciais de 29 de julho corrente neste país, tendo rejeitado seis outras, segundo um decreto da referida instituição divulgado em Bamako.

Além das 17 candidaturas validadas sábado último, o Tribunal Constitucional reteve, quarta-feira última, sete outras candidaturas entre as 13 rejeitadas por vício de patrocínio para alguns e por não pagamento da caução de 25 milhões de francos CFA (44,6 mil dólares americanos) para outros.

Entre os sete candidatos regularizados figura o astrofísico e ex-primeiro-ministro Cheick Modibo Diarra, de 17 de abril a 11 de dezembro de 2012

Do número das candidaturas retidas consta a do Presidente cessante, Ibrahim Boubacar Keita, do líder da oposição e presidente da União para a República e Democracia (URD), Soumaila Cissé, do ex-primeiro-ministro Modibo Sidibé (de 2007 a 2011) e de vários ex-ministros do chefe de Estado cessante.

Eis os candidatos retidos para o escrutínio presidencial de 29 de julho:

Ibrahim Boubacar Keïta (Presidente cessante), Aliou Boubacar Diallo, Choguel Kokalla Maiga, Harouna Sangaré, Daba Diawara, Diebou Ndiaye Kanté, Dramane Dembelé, Housseiny Amion Guindo, Adama Kané, Kalifa Sanogo, Mamadou Oumar Sidibé, Mamadou Igor Diarra, Modibo Kadjoké, Modibo Koné, Modibo Sidibé, Mamadou Traoré, Mohamed Ali Bathily, Moussa Sinko Coulibaly, Oumar Mariko, Soumaïla Cissé, Cheick Modibo Diarra, Hamadou Touré, Mountaga Tall e Yeah Samaké.

A decisão do Tribunal Constitucional é definitiva e "sem recurso", segundo Manassa Diagnoko, presidente do Tribunal Constitucional, que explicou que as seis candidaturas foram rejeitadas por defeito de patrocínio para algumas e não pagamento da caução para outras.

-0- PANA GT/JSG/IBA/MAR/DD 06julho2018

06 Julho 2018 11:33:28


xhtml CSS