15 oftalmologistas da África francófona formados pelo IOTA de Bamako

Bamako- Mali (PANA) -- Quinze agentes originários de seis países da África francófona receberam segunda-feira os seus Certificados de Estudos Especializados em Oftalmologia (CES) e de técnicos superiores em oftalmologia do Instituto Africano de Oftalmologia Tropical (IOTA), sediado em Bamako.
Estes médicos originários de países como o Benin, as ilhas Comores, a RD Congo, a Guiné-Conakry, o Mali e o Togo, entre outros, fazem parte da promoção de 2008 a 2010 do IOTA, que garante há algum tempo ações de formação, atividades clínicas e de pesquisa.
Este pessoal médico e paramédico está preparado para colmatar em parte o défice de recursos humanos especializados em cuidados oftalmológicos nos países da África francófona.
De 1990 a 2010, o IOTA formou 555 médicos e técnicos superiores em oftalmologia de 17 países francófonos, lembre-se.

09 Novembro 2010 20:34:00


xhtml CSS