136 Togoleses refugiados no Gana regressam à pátria

Lomé- Togo (PANA) -- Um grupo de 136 Togoleses refugiados no Gana foram voluntariamente repatriados quarta-feira pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) e entregues às autoridades do seu país, soube a PANA quinta-feira de fonte oficiais.
Segundo fontes próximas do Alto Comissariado para os Repatriados e Acção Humanitária (ACRAH), a instituição togolesa encarregue da questão dos refugiados, o grupo é composto por 67 adultos e 69 crianças, que receberam uma ajuda financeira de 60 mil francos CFA (cerca de 130 dólares americanos) para os adultos, e 30 mil francos CFA (cerca de 60 dólares americanos) para as crianças, com vista à sua reinserção na vida escolar, familiar ou profissional.
Segundo os dados fornecidos pelo ACRAH, restam ainda cinco mil refugiados togoleses no Benin e dois mil outros no Gana.
Estes refugiados, outrora estimados em várias dezenas de milhares, fugiram do Togo entre 1992 e 1993, devido às violências políticas que se seguiram à greve geral ilimitada (mais de nove meses) para reclamar por mais democracia e respeito pelos direitos humanos no país.

02 Julho 2009 20:09:00


xhtml CSS