13 porcento das forças de segurança liberianas são mulheres, diz Presidente

Dakar, Senegal (PANA) – Treze porcento das forças de segurança liberianas são mulheres, declarou, este fim de semana, em Dakar, a chefe de Estado liberiana, Ellen Johnson-Sirleaf.

Johnson-Sirleaf recebia o Prémio Africano de Excelência a favor do Género, “African Gender Award 2011”, à margem da quarta edição da Conferência Internacional sobre a Paridade, que termimou os seus trabalhos com uma “Declaração de Dakar”.

A Presidente da Libéria reconhceu que, enquanto o barulho das armas se fazia ouvir, quando todo o mundo fugia, os homens se batiam e as mulheres eram violentadas, "foram sobretudo estas últimas que desafiaram os homens na busca da paz, protegendo ao mesmo tempo as crianças. É graças a elas que eu sou o que eu sou”.

« É por estas razões que, nas nossas estratégias de desenvolvimento, insistimos na melhoria das condições das mulheres. Nós priorizaremos igualmente a formação profissional das mulheres no domínio económico, acelerando a alfabetização”, prometeu a Presidente liberiana, antes de acrescentar que “no domínio das infraestruturas tais como a construção das estradas e das escolas, nós incluímos as mulheres.

Segundo Johnson-Sirleaf, «as mulheres liberianas ainda não são ricas, mas elas estão orgulhosas de poder falar livremente e os seus filhos que vão à escola já não são dominados pelo medo ».

A Conferência Internacional sobre a Paridade foi coorganizada pelo Ministério senegalês da Cultura, Género e Quadro de Vida e pela Rede denominada «Género : Minha Agenda » (GIMAC), sob a coordenação da Organização não Governamental "Femme Africa Solidarité (FAS)".

-0- PANA SIL/SSB/FK/IZ 19junho2011

19 Junho 2011 10:30:19


xhtml CSS