12 Somalís condenados a 5 anos de prisão nas Maurícias

Port-Louis, ilhas Maurícias (PANA) - Doze Somalís declarados culpados de pirataria, a 14 de julho de 2016, foram condenados, esta quinta-feira, a cinco anos de prisão por um tribunal de Port-Louis, soube a PANA de fonte judicial.

São acusados de ter atacado o navio MSC Jasmin, a 5 de janeiro de 2013, em alto mar a 240 náuticas das costas somalís e a 392 náuticas do leste-nordeste de Mogadíscio.

Contudo, o tribunal ordenou que os mil e 265 dias que os réus passaram em detenção preventiva sejam deduzidos da sua pena.

Os 12 Somalís, dos 22 aos 45 anos de idade, foram libertos a 6 de novembro de 2014, depois que o tribunal concluiu, uma primeira vez, que não havia provas bastantes contra eles.

Mas depois dum acordo entre as ilhas Maurícias e a União Europeia, eles foram julgados pela Justiça maurícia.

-0- PANA NA/IS/MAR/OZ 11ago2016

11 Agosto 2016 16:17:24




xhtml CSS