ONU promete apoiar CEDEAO na resolução da crise ivoiriense

Abuja, Nigéria (PANA) - A Organização das Nações Unidas (ONU) prometeu quarta-feira um apoio contínuo à Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO)  no âmbito de seus esforços para resolver a crise pós-eleitoral na Côte d'Ivoire.

Estas garantias foram dadas pelo representante especial do Secretário-Geral da ONU para a África Ocidental, Said Djinnit, quando discursava na abertura de uma cimeira de dois dias da CEDEAO em Abuja,  a capital federal da Nigéria, sobre a crise ivoiriense.

Ele aconselhou no entanto as partes em conflito a absterem-se de qualquer ato de violência e respeitar os direitos humanos.

Essa garantia do embaixador Djinit segue-se a uma declaração do atual presidente em exercício da CEDEAO e chefe de Estado da Nigéria, Goodluck Jonathan, de convocar uma reunião com o objetivo de pedir à ONU para se interessar pelos esforços tendentes a resolver esta crise que já fez mais de 400 mortos obrigando milhares de Ivoirienses a fugirem para os países vizinhos.

O enviado da ONU disse que o organismo mundial, através da sua missão de preservação da paz na Côte d'Ivoire "vai continuar a fazer tudo para cumprir com a sua missão, nomeadamente o respeito pela população civil, apesar dos numerosos obstáculos que enfrentam neste ambiente cada vez mais hostil ".

O Presidente cessante ivoiriense, Laurent Gbagbo, está na origem da crise no seu país ao  recusar-se a ceder o poder depois de derrotado na segunda volta da eleição presidencial de 28 de Novembro último por Alassane Ouattara.

-0- PANA SEG/FJG/TBM/IBA/CCF/DD 23março2011

23 Março 2011 19:01:42




xhtml CSS