13 mortos em ataque a carro armadilhado na Somália

Mogadíscio, Somália (PANA) - Treze pessoas morreram, na manhã desta quarta-feira, num atentado a carro armadilhado perpetrado contra um hotel de Mogadíscio, capital somalí, seguido de disparos contra a infraestrutura hoteleira, indicou a imprensa local.

Citando um oficial da Polícia somalí, a mesma fonte precisa que, além dos 13 mortos, o ataque
reivindicado pelo movimento rebelde al-Shabab fez também 10 feridos, segundo um balanço provisório.

O assalto começou com o rebentamento de um carro-bomba que se introduziu no famoso hotel Daya, na capital somali, abrindo caminho a um grupo de terroristas que acederam ao interior do estabelecimento, disparando indiscriminadamente.

Em seguida, um segundo carro-bomba explodiu nas imediações do hotel, causando vários mortos e feridos, incluindo jornalistas que tinham acedido ao local.

Na altura do ataque decorria uma reunião de deputados, no âmbito do processo eleitoral que decorre no país para a escolha de um novo governo.

Nos últimos meses, foram perpetrados numerosos atentados do género, normalmente em hotéis e restaurantes frequentados por políticos, provocando a morte de dezenas de civis.

A Somália não tem um governo central e efetivo desde a destituição do regime militar do Presidente Siad Barre em 1991, que deu origem a décadas de anarquia e conflitos num país fortemente dividido por vários clãs.

-0- PANA AD/IN/JSG/MAR/IZ 25jan2017

25 Janeiro 2017 15:38:15




xhtml CSS