África regista cerca de 50 porcento de acidentes aéreos no mundo

Brazzaville, Congo (PANA) - África representa três porcento do tráfego aéreo mundial e regista cerca da metade dos acidentes em percentagem do tráfego, anunciou em Brazzaville o vice-ministro congolês na Marinha Mercante, Martin Parfait Aimé, Coussoud Mavoungou, citando a Organização da Aviação Civil Internacional (OACI).

"Estes dados devem levar-nos a muito mais reatividade e sobretudo coordenação entre Estados e fornecedores para pôr partilhar as nossas experiências, as nossas competências para beneficiar uns e os outros", indicou Mavoungou, na abertura terça-feira de uma reunião de coordenação da gestão do tráfego aéreo da Região de Informação de Voo (FIR) de Brazzaville.

Esta reunião agrupouy os peritos da OACI, dos países-membros da Agência para a Segurança da Navegação Aérea em África e Madagáscar (ASECNA) e outros Estados.

O vice-ministro na Marinha Mercante evocou os esforços feitos pelo Governo congolês em benefício do setor aéreo, entre os quais a construção e a modernização dos aeroportos de Ponta Negra, Dolisie, Brazzaville, Impfondo, Ouesso, Owando e Ollombo.

A aplicação do novo formato de plano de voo da OACI e o lançamento dos sistema de gestão da qualidade QMS AIM e Meteo vão intervir no plano mundial a 12 de novembro de 2012. Para Coussoud Mavoungou, os Estados africanos não deveriam faltar a este encontro.

"É por isso que vos exorto a aproveitar esta reunião para avaliar os vossos níveis respetivos de aplicação para se conformar a estas datas e sobretudo convido-vos a buscar consensos  bilaterais sobre estas datas de teste antes do prazo", disse.

A reunião de Brazzaville termina esta quarta-feira.

-0- PANA MB/TBM/IBA/MAR/IZ 25set2012

26 Setembro 2012 13:01:22




xhtml CSS