África do Sul impedida de participar na perseguição no alto mar

Cabo- África do Sul (PANA) -- Uma tempestade ocorrida em Marion Island, no Oceano Atlântico, impediu a África do Sul de participar na perseguição internacional organizada contra um navio de pesca uruguaino, Viarsa, suspeito de pesca ilegal na região.
As autoridades de controlo dos portos sul-africanos asseguraram, nesta terça-feira, que o SAS Agulhas, barco de controlo estacionado em Marion Island, entre a cidade do Cabo e a Antártica, e que devia participar da perseguição internacional, fá-lo-ia logo depois da melhoria das condições climáticas.
Um barco de patrulha australiano, o Southern Supporter, persegue a embarcação uruguaia há quase duas semanas depois de tê-lo visto perto das ilhas Heard e McDonald, ao largo do litoral australiano.
As autoridade australianas pediram ajuda da África do Sul para apreender o barco, que se pensa estar a transportar um carregamento de Guite de Patagonia, um peixe caro pescado ilegalmente.
Este peixe é muito apreciado e vendido a preços exorbitantes no Extremo-Oriente.
O Guite de Patagonia, igualmente chamado de Seranidade do Chile, é vendido a cerca de 25 dólares o kg.
A espécie poderá desaparecer até 2007, por causa da sua exploração execessiva.

19 Agosto 2003 22:01:00


xhtml CSS