África do Sul acolhe cimeira sobre crise no Lesoto

Cidade de Cabo, África do Sul (PANA) - Uma cimeira da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) sobre a crise no Lesoto realiza-se esta sexta-feira em Pretoria, a capital da África do Sul, soube-se de fonte oficial no local.

O encontro deve-se à recente crise política e de segurança no Lesoto, depois do assassinato do general das Forças Armadas, Khoante Motsomotso.

Este incidente aconteceu dois anos depois de um outro assassinato do então comandante em chefe das forças armadas, o brigadeiro Maaparankoe Mahao, em junho de 2015.

Os chefes de Estado de Angola, José Eduardo dos Santos, da Namíbia, Hage Geingob, da Tanzânia, John Magufuli, e o primeiro-ministro da Swazilândia, Barnabas Sibusiso Dlamini, confirmaram as suas participações.

A SADC enviou uma missão de inquérito ministerial ao Lesoto para avaliar a situação.

"A cimeira vai receber um relatório da missão de inquérito ministerial que lhe vai permitir encontrar o meio de dar o apoio necessário ao Lesoto", anunciou o gabinete do Presidente sul-africano, Jacob Zuma, num comunicado.

A instabilidade política atual no Lesoto foi desencadeada por uma tentativa frustrada do golpe de Estado em 2014 que obrigou o então primeiro-ministro, Thomas Thabane, a fugir para a África do Sul.

-0- PANA CU/VAO/FJG/BEH/MAR/DD 14set2017

15 Setembro 2017 09:55:41


xhtml CSS