África pode atingir objectivos do milénio até 2015 - Annan

Sirtes- Líbia (PANA) -- Os países africanos podem atingir até 2015 os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM) se "a parceria mundial há muito prometida for mobilizada verdadeiramente", disse aos líderes africanos o Secretário-General da ONU, Kofi Annan, na abertura da cimeira da União Africana (UA) a decorrer de 4 a 5 de Julho em Sirtes, na Líbia.
"Não são necessárias novas promessas para isso acontecer, mas basta cumprir as já existentes", declarou Annan no acto inaugural da reunião que vai, entre outros assuntos, rever o estatuto de África no prosseguimento dos ODM lançados há cinco anos.
"O que nós queremos em Setembro (durante a Cimeira Internacional em Nova Iorque) são verdadeiros progressos em assistência, dívida e comércio.
Precisamos também de um grande apoio para 'sucessos rápidos' em áreas vitais como o controlo da malária e a educação", disse.
Annan notou a convegência mundial "sem precedentes" em volta dos ODM e o reconhecimento "crescente" de que os países em desenvolvimento devem ser reforçados para prosseguir as suas ambiciosas estratégias nacionais para atingir aqueles objectivos.
Afirmou que o enfoque sobre África na "crucial" cimeira do G-8 desta semana é "muito louvável" mas sublinhou que a das Nações Unidas em Setembro préximo em Nova Iorque é "mais promissora".
De acordo com ele, esta última será a maior congregação de líderes mundiais na história do planeta e que constitui "uma oportunidade única numa geração" reunir o mundo para tomar medidas contra as sérias ameaças da humanidade que exigem soluções corajosas.
   Para Annan, uma boa parte dos problemas a serem tratados pela cimeira são mais graves em África, um continente que "mais do que nenhum outro sofre pelo facto de que o sistema multilateral não responde às suas expectativas".

04 Julho 2005 21:38:00




xhtml CSS