África pede eliminação total de armas nucleares

Nova Iorque- Estados Unidos (PANA) -- Os países africanos que participam na conferência das Nações Unidas sobre a Não Proliferação das Armas Nucleares que decorre em Nova Iorque, nos Estados Unidos, apelaram para a eliminação total das armas nucleares no mundo.
"As armas nucleares representam ainda a maior ameaça para a humanidade e, por este facto, o grupo africano apela para a eliminação total, universal, verificável e irreversível das armas nucleares como prevista no Tratado de Não Proliferação Nuclear (TPN)", declarou o ministro nigeriano dos Negócios Estrangeiros, Odein Ajumogobia.
Falando em nome do grupo africano na conferência, ele afirmou que os países que dispõem de armas nucleares devem instaurar todas as suas obrigações e engajamentos no quadro do TPN.
O grupo africano exortou igualmente os países que dispõem de armas nucleares a aderir ao processo de revisão do TPN, evitar desenvolver novos tipos de armas nucleares e a dar incondicionalmente garantias de segurança aos países que não dispõem de armas nucleares no espírito do tratado num quadro jurídico.
Eles instaram igualmente os países que dispõem de armas nucleares a tomar medidas para, entre outros, a diminuição do papel das armas nucleares nas suas políticas de segurança.
O grupo africano considera que esta deverá servir de etapa para a não utilização de armas nucleares em qualquer circunstância e permitir minimizar o risco de que estas armas possam ser utilizadas enquanto se espera a sua eliminação completa.

06 Maio 2010 11:14:00


xhtml CSS