África mobiliza voluntários para combate a Ebola na República Democrática do Congo

Addis Ababa, Etiópia (PANA) - O Centro Africano para o Controlo e Prevenção de Doenças (CDC, sigla em inglês) desdobraram 18 voluntários  congoleses após os ter recrutado e formado, na província do Equador, no norte, para reforçar a resposta à doença de vírus de Ébola na República Democrática do Congo (RDC).

A Comissão da União Africana (CUA) anunciou sexta-feira última em Addis Abeba, que os  voluntários são antigos colaboradores da Missão de Apoio da União Africana ao combate à Epidemia de Doenças de vírus Ébola em África Ocidental (ASEOWA, sigla em inglês) durante a epidemia de 2014-2016.

Também participaram na vigilância reforçada após o período pós-Ébola na RDC em julho de 2017 na província do Baixo-Uelé (norte).

Repartidos em quatro sub-grupos, os voluntários da África CDC serão baseados em Mbandaka, a capital da província do Equador, em Bikoro, Itipo (epicentro da atual epidemia) e Iboko.

"Essa equipa multidisciplinar é composta por  epidemiologistas, por médicos, por especialistas em comunicação, por peritos em prevenção e combate às infecções e por gestores de dados", declarou a CUA.

"Eles apoiarão os esforços envidados pelo Governo congolês para a vigilância epidemiológica, gestão de casos, diagnóstico clínico, água, higiene e saneamento, comunicação e mobilização social", informou.

Enquanto isso, o Africa CDC realizou uma reunião da Task Force para planificar o apoio da UA à luta contra o Ébola na RDC sob a égide do seu diretor,  John Nkengasong.

-0- PANA AR/ASA/BEH/DIM

02 يونيو 2018 15:06:29


xhtml CSS