África do Sul celebra primeiro aniversário da morte de Mandela

Cidade do Cabo, África do Sul (PANA) - Milhões de Sul-africanos celebraram sexta-feira o primeiro aniversário da morte do estadista de dimensão mundial e ex-Presidente da África do Sul, Nelson Mandela, constatou a PANA na Cidade do Cabo.

Mandela morreu pacificamente a 5 de dezembro de 2013 na sua casa de Joanesburgo aos 95 anos de idade.

As comemorações oficiais compreenderam orações interreligiosas seguidas por uma cerimónia de depósito de flores por veteranos da luta antiapartheid em Pretória.

O Presidente interino, Cyril Ramaphosa, que falava durante a cerimónia, disse que "buscamos força e conforto do amor, do apoio e da unidade que ele deixou à população da África do Sul, a África e ao mundo".

"Mantemos a herança de Nelson Mandela em vida vivendo os seus valores em cada aspeto das nossas vidas - sacrifícios no serviço humilde de toda a humanidade. Todos os Sul-africanos estão convidados a desempenhar o seu papel no avanço da África do Sul no quadro dos esforços visando construir uma melhor África do Sul, uma África melhor, num mundo melhor e em memória deste ícone do nosso povo, Nelson Mandela", disse Ramaphosa.

Às 10 horas locais, em todo o país, os sinos tocaram, os automobilistas buzinaram e os peões apitaram "vuvuzelas" e outros instrumentos de música, seguido por um período de três minutos de silêncio durante os quais os Sul-africanos refletiram sobre a herança extraordinária de Mandela.

O seu companheiro e laureado do Prémio Nobel da Paz, o arcebispo emérito Desmond Tutu, apelou ao público a seguir o exemplo de Nelson Mandela pela "construção duma sociedade baseada nos direitos humanos na qual todos podem partilhar a rica generosidade que Deus concedeu ao nosso país".

Por seu lado, o antigo Presidente Frederick W. de Klerk, que partilhou o Prémio Nobel da Paz com Nelson Mandela em 1993, apelou aos Sul-Africanos a honrar a sua herança.

"Embora Nelson Mandela já não esteja fisicamente conosco, a sua herança ficou para nos guiar", declarou o De Klerk num comunicado.

Neste fim de semana, artistas e intérpretes vão organizar uma cerimónia na Fundação Nelson Mandela, que lançou uma exposição em sua honra.

Uma manifestação de cinco quilómetros em lembrança de Nelson Mandela vai decorrer em Pretória, a 13 de dezembro, passando perto dos locais históricos da cidade, incluindo o Union Buildings onde o seu corpo repousa há um ano.

-0- PANA CU/VAO/MTA/BE/IBAH/MAR/TON 05dezembro2014

05 ديسمبر 2014 17:23:48




xhtml CSS