África confrontada com qualidade de ensino

Addis Abeba, Etiópia (PANA) - Os países africanos realizaram progressos em matéria de escolarização, mas têm dificuldade em obter a qualidade do ensino, indica um documento sobre a situação económica e social em África em 2011 realizado pela Comissão Económica para África (CEA/ONU) e pela Comissão da União Africana (UA).

Segundo este documento examinado por um comité de peritos em Addis Abeba, "o acesso a um ensino de grande qualidade é essencial para aumentar a produtividade da mão-de-obra e acelerar o crescimento económico e África realizou sólidos progressos para acelerar a escolarização das raparigas e dos rapazes, nomeadamente no ensino primário".

A maoria dos países africanos realizaram a paridade entre os sexos no ensino primário e no Malawi, no Rwanda, no Senegal e no Togo, entre outros, o número de raparigas ultrapassa o de rapazes, revela o documento.

Dos 36 países africanos sobre os quais os dados existem para 2008-2009, 16 realizaram taxas nítidas de escolarização primária superior a 90 porcento.

A taxa de crescimento foi excelente entre 1999 e 2009, a escolarização no ensino primário  avançou oito pontos de percentagem na África Central e Oriental, na África Austral e na África Ocidental, contra 12 porcento na Ásia do Sul.

No Benin, no Burkina Faso e em Moçambique, a taxa nítida de escolarização subiu 25 porcento entre 1999 e 2009 e na Etiópia a taxa passou de 50 porcento em 1990 para 86,5 porcento em 2010, indica o estudo.

Quanto à taxa de conclusão dos estudos primários, ela permaneceu contudo muito fraca, devido à medíocre qualidade do ensino.

Os peritos ligam igualmente esta fraqueza ao facto de que os investimentos nos estabelecimentos de ensino e na formação dos ensinos não são proporcionais aos esforços feitos para aumentar as inscrições.

Relativamente aos ensinos secundário e superior, os peritos consideram que as taxas de inscrição devem melhorar.

Iniciada quinta-feira, a reunião dos peritos que terminam domingo decorre em prelúdio à quinta reunião conjunta da conferência dos ministros da Economia e Finanças da UA e da conferência dos ministros africanos das Finanças, Planeamento e Desenvolvimento Económico da Comissão Económica para África, que arranca segunda-feira na capital etíope sob o lema "Liberar o Potencial de África enquanto Pólo de Crescimento Mundial".

-0- PANA IT/JSG/MAR/TON 23mar2012

23 Março 2012 10:52:47


xhtml CSS